A EM não pode me impedir de aplicar meus conhecimentos

Maartin, 61, países Baixos

Recebi o diagnóstico de EM em 2007. Naquela época, eu estava trabalhando para uma empresa de telecomunicações e TIC, onde fiquei por 39 anos. Porém, em 2010, a empresa se mudou e o trajeto ficou muito longo. Então precisei sair.

Em 2012, eu me mudei para o Nieuw Unicum, um centro na Holanda especializado no atendimento de pessoas com esclerose múltipla progressiva. Aqui eu trabalho meio período no centro de informática onde converto vídeos em DVDs e ajudo outros residentes com diversas tarefas de informática.

Posso escolher meu horário de trabalho e lidar de forma eficiente com a minha energia limitada. Poder continuar trabalhando faz com que eu me sinta independente.

Desde que me mudei para o Nieuw Unicum, tenho controle dos meus próprios cuidados. Pedir ajuda ficou muito mais fácil, e agora tenho energia suficiente para realizar as minhas atividades. Isso é independência. Mudei para o Nieuw Unicum bem na hora certa. Minha esposa e eu fazemos várias coisas legais juntos e nos vemos bastante. Nosso relacionamento voltou a ser de igual para igual.