Dicas da Anne para viver com a EM

Utilize a tecnologia

Utilizo o aplicativo ‘Siri’ no meu iPhone. Ele me ajuda a ligar para as pessoas quando a minha visão está tão ruim que eu não consigo enxergar os números. Ou caso eu tenha problemas para saber o que é alguma coisa, eu digo, “Siri, o que é …?” e obtenho uma resposta. Não conseguiria me virar sem o aplicativo. Tenho problemas com meu senso de direção, então utilizo um GPS para planejar minhas rotas. Utilizo meu telefone para fazer anotações – se eu for à farmácia, anoto os nomes dos meus medicamentos, se eu for ao neurologista anoto o que quero perguntar.

Experimente soluções inovadoras!

É complicado manter meu equilíbrio, então, utilizo um lenço no meu pescoço com o intuito de regular minhas passadas. Seguro as duas pontas do lenço enquanto caminho, puxando-as com força a fim de manter meu corpo ereto.

Mantenha-se em movimento o máximo que puder

Caminhar é importante para mim. É como eu me exercito. E quando me frustro, ao invés de bater portas e gritar, eu me visto e saio pra rua. Posso dar uma desabafada, e até chorar. Isso simplesmente me dá energia. Sair de casa me faz muito bem, seja em dia de chuva ou de sol. Procuro sempre caminhar, independente de como estou me sentindo, mesmo que seja apenas até o banheiro.

Experimente cozinhar!

Eu adoro cozinhar porque isso ajuda na minha cognição, e, por utilizar as mãos, acabo praticando minhas habilidades motoras. O que mais gosto é ver todos os rostos sorridentes porque assei pão ou um bolo de canela. Isso deixa as pessoas felizes, e isso me faz feliz também.

Curta as pequenas coisas

Um bom cochilo é ótimo. Tome um bom café da manhã, contemple o sol lá fora. Vá para a varanda com um livro e uma xícara de café. Assista algo interessante na TV, faça tricô. Acesse o Facebook e converse um pouco com alguém, tenha contato com pessoas.

Continue se divertindo

É importante continuar fazendo coisas positivas, não apenas as coisas necessárias, como ir ao médico. Vá a um café, reúna-se com amigos, participe de jogos. Eu toco em uma fanfarra, nos divertimos e rimos bastante, e sou tratada como uma pessoa normal.

Ative o despertador

Eu ativo o despertador em dois horários em meu telefone para me lembrar de tomar meu medicamento. Às vezes, não ouço o primeiro alarme, então ele desliga e toca novamente após 10 minutos, e aí eu ouço. Isso é bastante reconfortante.